Publicidade

Delegado algoz de petistas é encontrado morto dentro de sede da PF


Anúncio

 





O delegado da PF Gastão Schefer Neto, foi encontrado morto na sede da Polícia Federal (PF) de Caxias do Sul-RS.

48 anos, natural do Paraná, Gastão estava trabalhando em Caxias do Sul desde junho deste ano.

As investigações do caso, que até o momento está sendo tratado como suicídio, ficarão à cargo da própria Polícia Federal, por ter ocorrido dentro de uma delegacia.

Antes de trabalhar em Caxias do Sul, em 2020, Schefer foi chefe de gabinete da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Sindicatos de delegados e policiais federais demonstraram apoio à família do delegado e lamentaram o ocorrido.

O jornalista Oswaldo Eustáquio escreveu em suas redes sociais:

"O delegado da PF bolsonarista Gastão Schefer Neto, que enfrentou militantes petistas na Vigília Lula foi encontrado morto na sede da Polícia Federal na Serra Gaúcha. Perseguido pela ala tucano/petista, que trata o caso como 'suicídio', ele era meu amigo e isso é MENTIRA."

Eustáquio ainda prosseguiu:

"Conversei com exclusividade com Daiani Schefer, esposa do delegado Gastão. Ela contou que a ala ideológica da PF foi quem matou seu marido que estava sendo perseguido por suas convicções políticas."


 





Assine o jornal totalmente grátis clicando ao lado em notification ou atualize a página, clique em PERMITIR e fique por dentro de tudo em Brasília..

#COMPARTILHE! -O FACEBOOK NÃO ENTREGA MAIS O NOSSO CONTEÚDO

Anúncio

DEIXE SUA OPINIÃO:

"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"

Postagem Anterior Próxima Postagem